Mário Silva, novo treinador do Rio Ave, clube da I Liga Portuguesa de futebol, prometeu hoje colocar a equipa vila-condense a praticar um estilo de jogo "ambicioso e atrativo".

O técnico, de 43 anos, que estava nos espanhóis do Almería, foi hoje oficializado como novo treinador da formação da foz do Ave, com contrato de dois anos, pretendendo que sua nova equipa seja "ambiciosa na luta pelos três pontos em cada jogo, em qualquer competição ou campo".

"O modelo que quero é uma equipa que pratique um bom futebol, que jogue sempre com ambição de vencer, tendo o ataque como grande mais valia, mas não descurando os outros momentos do jogo. Quero uma equipa que se imponha, com um futebol de ligação e atrativo", disse Mário Silva.

O treinador, que se vai estrear técnico principal numa equipa da I Liga, agradeceu ao Rio Ave "a oportunidade que ficará para sempre marcada na carreira", e reconheceu a "responsabilidade" de dar sequência ao crescimento que o clube tem tido nas últimas épocas.

"Não é uma herança fácil, mas no futebol temos de ser ambiciosos. Num clube com esta dimensão, que tem vindo a crescer, o mérito é da estrutura, mas também dos treinadores que por cá passaram, e cujo trabalho não podemos descurar, nomeadamente, o que fez, na época passada, o Carlos Carvalhal", vincou Mário Silva

O novo ‘timoneiro' dos vila-condenses agradeceu a "coragem do Rio Ave em, mais uma, vez apostar num treinador jovem" e espera que sua experiência internacional, nomeadamente quando conduziu os sub-19 do FC Porto à conquista do título europeu, possa ser uma mais valia para o desafio que tem de colocar o Rio Ave na fase de grupos da Liga Europa.

"Ter disputado uma Youth League, onde a exigência é muito alta, pela qualidade das equipas e dos treinadores, já nos dá alguma bagagem para conseguir novos desafios. Sabemos que este ano, pelas circunstâncias [da pandemia], não é um objetivo fácil [chegar à fase de grupos], mas temos de estar fortes e tentar chegar o mais longe possível", vincou Mário Silva.

Já o presidente do Rio Ave, disse que contratação do novo treinador "foi um risco assumido", mas falou numa escolha "consciente e responsável", depois de analisadas as suas "boas credenciais e potencialidades".

"O Mário Silva é o homem da nossa confiança. Será o nosso orgulho e no final da época vamos dizer que valeu a pena. O nosso contrato será de duas épocas e isso comprova fortemente a convicção que temos nas suas qualidades", disse António Silva Campos.

O dirigente reconheceu que o clube tinha "outras hipóteses em cima da mesa" e apesar de agradecer a outros treinadores que foram contactados, considerou foi feita "uma escolha com confiança".

"O Rio Ave é um clube que aceita grandes desafios e que tem sido uma rampa de lançamento para grandes treinadores. Qualquer técnico que esteja no Rio Ave tenho a certeza que será valorizado. Mário Silva não foge à regra", acrescentou o dirigente.

Com o novo técnico virão mais quatro elementos - um adjunto, um preparador físico, um treinador de guarda-redes e um analista -, cujos nomes serão divulgados em breve, mantendo-se Augusto Gama como ‘treinador da casa'.

O plantel vila-condense regressa aos trabalhos em 14 de agosto, uma vez que tem o compromisso da segunda pré-eliminatória de acesso à fase de grupos da Liga Europa já a 17 de setembro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.