Em queda desde a 13.ª jornada, a equipa insular voltou a vencer e fê-lo fora de casa, algo que só tinha sucedido uma vez, deixando o conjunto de José Mota no penúltimo lugar da classificação, com 14 pontos, apenas mais três do que o último, o Belenenses.

Depois da vitória precisamente no Restelo, após oito jornadas sem ganhar, a equipa de Matosinhos regressou aos maus resultados, apesar de ter começado melhor, inaugurando o marcador logo aos 4 minutos, por Hugo Morais, que marcou o quinto golo no campeonato.

No entanto, o Marítimo acabou por dar a volta ao resultado com golos de Diakité e Kléber, aos 11 e 19 minutos, respectivamente, o segundos dos quais marcado quando estava já em superioridade numérica.

O árbitro Paulo Costa expulsou Caué, aos 14 minutos, deixando o Leixões reduzido a 10 unidades durante 76 minutos, mas Diakité também viu o cartão vermelho, por acumulação de amarelos, e as peças reequilibraram-se aos 60 minutos.

Com este triunfo, o Marítimo subiu para o 8.º lugar, com 22 pontos, ultrapassando na tabela classificativa o Rio Ave, que soma 20 pontos, e ficando a um ponto do 7.º, o Vitória de Guimarães.

O Sporting de Braga, que recebeu e venceu o Sporting, por 1-0, continua a liderar o campeonato, com 42 pontos, em igualdade com o Benfica, que bateu em casa o Vitória de Guimarães, por 3-1. O campeão FC Porto, goleou o Nacional, no Funchal, por 4-0, mas segue em terceiro, a seis pontos de distância.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.