"Quero demonstrar o meu valor na Académica; é para isso que trabalho todos os dias. Quero dar sempre o meu melhor, fazendo bons treinos: só assim, posso aspirar a ser um líder", afirmou o ex-capitão da selecção Sub-21 da Áustria à Agência Lusa, a dias do encontro na Luz com o Benfica.

Proveniente do SV Riev, da Liga austríaca, com 24 anos e em final de contrato, Berger já pensa em renovar, pois gosta da cidade de Coimbra e do clube.

"Porque não renovar?", admitiu o jogador, que nunca foi opção para o ex-técnico Rogério Gonçalves e segunda escolha para Domingos Paciência, com quem manteve um conflito (alinhou 9 jogos na Liga portuguesa em 2007/2008 e apenas 7 em 2008/2009).

"Acho que o novo treinador (André Villas-Boas) devolveu-me a confiança de jogar. Lutei tanto em dois anos para conseguir este objectivo que é estar sempre disponível para o clube. Neste momento, sinto-me muito feliz", salientou o austríaco, que regressou à titularidade, em Outubro, no jogo frente ao Portimonense, da 3ª eliminatória da Taça de Portugal (vitória por 2-1).

Berger sustenta que a "Briosa" tem que demonstrar em campo o seu valor e qualidade, que não passa pelos últimos lugares, lugar de onde saiu há três dias ao vencer o Vitória de Setúbal por 3-0.

"Temos que pensar jogo a jogo. Temos que demonstrar a qualidade da equipa em campo. Acho que vamos conseguir mais pontos. Ultimamente, melhorámos com o novo treinador; agora fazemos bons treinos, com mais ritmo. São métodos diferentes", distinguiu o central, sem entrar em pormenores comparativos com os anteriores técnicos.

Em relação à deslocação à Luz, no domingo, Berger espera "um jogo difícil" com o Benfica, uma grande equipa, que luta pelo título.

"Isso não joga a nosso favor. Foi bom termos ganho lá nos últimos dois anos, mas isso é passado. Este ano, eles têm uma boa equipa. Espero poder jogar e ajudar a minha equipa a ganhar", disse o defesa, que há dois anos marcou um dos golos de uma vitória robusta por 3-0, na Luz (os restantes foram de Luís Aguiar e Miguel Pedro).

No apronto de hoje, Berger ainda não treinou com o restante plantel por estar a recuperar de problemas musculares, uma situação que não o deverá impedir de dar o contributo à equipa.

"Estou um pouco tocado, ainda não treinei esta semana com os meus colegas. É um pequeno problema muscular, mas espero poder jogar no domingo", concluiu.

Juntamente com Berger, estiveram hoje ausentes na sessão de treino, todos por lesão, Ricardo, Bruno Amaro e Orlando, embora este também possa ser recuperável para domingo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.