Fabrizio Miccoli representou o Benfica entre 2005 e 2007, sempre por empréstimo da Juventus, e este domingo, em conversa com adeptos na conta oficial do site italiano 'Calciomercato' no Instagram, o antigo avançado recordou a passagem pelas 'águias', reconhecendo que na altura nem era esse o destino que desejava.

"Fiz de tudo para tentar que a Juventus me emprestasse ao Lecce, mas eles não podiam pagar. Então, tive a sorte de ir para o Benfica. Acreditem em mim, se não o experimentamos, não conseguimos entender o quão importante e grande é esse clube", sublinhou Micolli, que na Luz acabou por ganhar a alcunha do 'pequeno bombardeiro', depois de conquistar por completo os adeptos.

"Rui Costa fez-me dar a volta no campo antes de um jogo da Liga dos Campeões entre o Benfica e o Nápoles e fiquei muito lisonjeado por isso, Percebi que deixei uma lembrança incrível naquele clube. quela equipa, aquela cidade e os adeptos entraram no meu coração", referiu.

Micolli também recordou Eusébio. "Fiquei eternamente fã do Benfica. Também tive a sorte de conhecer o grande Eusébio, que na época era o embaixador do clube no mundo. Quando fomos à Liga dos Campeões, ele acompanhou-nos. Era uma verdadeira lenda do futebol", lembrou Miccoli.

Ao todo, o avançado italiano disputou 56 jogos pelo Benfica, apontando 29 golos. Não conquistou qualquer troféu, mas ajudou o clube 'encarnado' a chegar aos quartos de final da Liga dos Campeões em 2005/06 e da Liga Europa em 2006/07.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.