A rivalidade entre Benfica e Sporting é histórica em Portugal. Os dois gigantes de Lisboa nasceram para ser rivais e os dérbis da 2.ª Circular sempre foram emotivos, dentro e fora de campo. Na véspera de mais um dérbi da capital, Carlos Xavier, antigo jogador do Sporting, recorda a vitória dos leões na Luz na penúltima jornada da temporada 1985/1986, por 1-2, quando os encarnados já se preparavam para festejar o título de campeão.

Na época 1985/1986, o Sporting terminava a primeira volta em primeiro lugar, à frente do campeão FC Porto e dos eternos rivais do Benfica. Apesar do bom arranque dos leões de Manuel José nessa época, uma derrota para a Taça de Portugal frente aos encarnados e outra para o campeonato contra o FC Porto colocava o Sporting afastado da corrida para o título na deslocação ao terreno do rival da 2.ª Circular na 29.ª jornada de 1985/1986.

E como dérbi é dérbi, o Benfica acabou por não conseguir justificar o favoritismo com o eterno rival. O Sporting acabaria por oferecer o campeonato ao FC Porto com uma vitória na Luz quando tudo apontava para o contrário.

«Quando são estes dérbies não há vencedores antecipados e, independentemente de uma equipa estar melhor do que outra, fomos para a Luz para jogar frente a um Benfica que tinha quase garantido que ia ser campeão, e que inclusive tinha feito t-shirts alusivas», começa por recordar Carlos Xavier em declarações ao SAPO Desporto.

«Nessa época ainda havia alguma mística no clube. Fomos para o estádio da Luz não fazer de cabeçudos, como todos desejavam, e o treinador deu-nos as indicações necessárias para fazer um bom jogo, praticamente jogámos todos concentrados e com ansiedade de querer ganhar o jogo, e no contra-ataque fomos felizes pois o Benfica nunca mais conseguiu dar a volta, embora também tenhamos sofrido um bocadinho no final do jogo mas a vitória soube-nos bem, não ganhámos nada, mas não fizemos de cabeçudos», acrescentou o antigo médio leonino sobre um dérbi que permitiu ao FC Porto sagrar-se bicampeão nacional e começar na época seguinte um percurso histórico na Taça dos Campeões Europeus.

Apesar de não terem conquistado qualquer título nessa época, vencer um dérbi ao vizinho da 2.ª Circular dá sempre moral aos jogadores do Sporting, como conta Carlos Xavier: «A sensação de vencer na Luz foi muito boa, os adeptos do Benfica é que não gostaram obviamente, chamaram-nos de tudo e mais alguma coisa o que é normal ainda para mais tirar o título, roubas a casa do inquilino do lado».

Em relação ao jogo do próximo domingo, Carlos Xavier reconhece que o Benfica, líder do campeonato, está a atravessar um grande momento, e que o Sporting vai ter muitas dificuldades para pontuar na Luz.

«O Sporting vai ter de disputar este jogo da mesma maneira que disputa todos os jogos. Sabe que vai ser um jogo difícil, que o Benfica está num grande momento mas sabemos que nestes dérbies não há vencedores antecipados. É nestes jogos que os jogadores se superam e o Sporting precisa realmente de pontos porque quer ir jogar as competições europeias e como tal qualquer jogo que tiver de disputar é para conquistar os três pontos», considerou Carlos Xavier.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.