Na apresentação dos dois novos reforços, Franco Jara e Nicolas Gáitan, Rui Costa anuiu a explicar o que se passou no caso da proposta por Luisão e que fez o central mostrar algum desagrado.

“Se tivesse havido uma proposta concreta, sim. Como não houve, não teve de o informar. É normal que os jogadores do Benfica sejam cobiçados por muitos clubes pela época fantástica que fizeram”, esclareceu.

Apesar de não se querer alongar em assuntos que não fosse estritamente sobre a apresentação dos reforços, Rui Costa não se escusou a dizer que está “muito feliz pelo Fábio [Coentrão]”.

Quanto a mais reforços e ao fecho do mercado para o Benfica, o director desportivo apenas adiantou que será “até o Benfica ver que não há mais necessidade”, mas que nenhum jogador virá para substituir outro.

“O Benfica continua com o mesmo plantel ao qual acrescenta estes dois reforços e estará no mercado até este fechar”, assegurou.

Com forte incidência no mercado argentino (são agora quatros os jogadores dos Pampas), Rui Costa garante que se trata de “um campeonato competitivo e tem jogadores que se adaptam, regra geral, com facilidade ao futebol europeu”, mas que “o primeiro factor é a qualidade, só depois é que vêm os outros”.

O Benfica apresentou esta quarta-feira os dois novos reforços, Franco Jara e Nicolas Gáitan.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.