Luís Filie Vieira mostrou-se muito crítico com as arbitragens nos jogos do Benfica. O presidente do clube encarnado insurgiu-se contra a atuação dos árbitros no jogo do Benfica que, a seu ver, já negaram quatro penaltis ao Benfica que sofreu dois golos em fora-de-jogo.

«Nas primeiras seis jornadas temos quatro penalties não assinalados a nossa favor e dois golos sofridos em fora-de-jogo. Não sei se já há faixas encomendadas por alguém, mas quero relembrar que continuamos a depender de nós», disse Luís Filipe Vieira na zona mista do Estádio da Luz.

O presidente do Benfica fala em falta de competência dos homens do apito e alerta as autoridades na matéria para que tomem medidas.

«Para não ver um fora-de-jogo daqueles, o árbitro ou é cego ou não tem competência. Há outras equipas que por vezes também não são competentes mas têm sempre quem os ajude. E ontem isso ficou claro. Isto compete a quem dirige a arbitragem, olhar para o que se está a passar. Os erros são flagrantes e têm sempre o mesmo destinatário, sublinhou, para depois lançar um aviso

«Não podem continuar a brincar com o Benfica. Temos de dizer basta. É gravíssimo o que hoje se voltou a passar. O Benfica é sempre nitidamente prejudicado. Mas temos de continuar unidos porque ainda não perdemos nada», pediu o presidente do Benfica.

Luís Filipe Vieira também criticou a tuação do árbitro Jorge Tavares frente ao Belenenses.

«Este senhor, a um metro, um metro e meio, não conseguiu ver um fora de jogo. A equipa não esteve bem mas temos de continuar unidos. Hoje vou para casa triste mas também revoltado porque o que está a acontecer é muito triste. Os nossos jogadores sabem que não estiveram bem mas estão revoltados porque é notório o que se está a passar», afirmou.

Veja o resumo do jogo

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.