O presidente do Vitória de Guimarães, 12º classificado da Liga de
futebol, manteve hoje aberta a porta a uma eventual saída do treinador
Nelo Vingada, após uma reunião da Direcção do clube.

"É um assunto que estamos a tratar com algum cuidado porque não nos devemos precipitar. Estivemos reunidos, abordámos o assunto, mas ficou tudo em aberto e está tudo ainda por definir", afirmou Emílio Macedo da Silva.

O dirigente frisou que tem que haver "respeito pelas pessoas", mas exigiu também "respeito pelo clube". "Estamos a analisar as coisas ao pormenor e depois vamos decidir".

Confrontado sobre se essas declarações eram uma porta aberta para a saída de Nelo Vingada, Macedo da Silva respondeu: "Não me estou a referir a isso. Mas somos pessoas idóneas e temos de ter cuidado quando falamos de um treinador, jogador ou da própria Direcção".

O dirigente admitiu a insatisfação com a exibição na Madeira, ante o Nacional, que valeu uma derrota por 2-0, na segunda-feira, em jogo da sétima jornada da liga de futebol.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.