"Foi mau de mais e de maneira nenhuma qualquer pessoa do Vitória se pode rever neste comportamento e eu próprio como responsável não me revejo naquilo que aconteceu", declarou o técnico.

Nelo Vingada destacou que, após as duas grandes penalidades que resultaram nos golos dos madeirenses, "as coisas ficaram mais difíceis", acrescentando que "este não é o Vitória, de maneira nenhuma, nem de perto, nem de longe".

O treinador da equipa minhota disse que nos primeiros 10 minutos a sua equipa "não existiu" e que pela quantidade de faltas e cantos consentidos estava "a ver que iam dar em golo".

Fortemente contestado pelos adeptos em Guimarães, o treinador recusou-se a esclarecer a sua situação no clube, após nova derrota na Liga portuguesa de futebol.

"Não respondo a esse tipo de perguntas, que considero sádicas da forma como são colocadas e aquilo que tiver de ser feito, será entre mim e o Vitória", referiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.