O Benfica recebe o FC Porto este sábado, a partir das 18 horas, num jogo que poderá consagrar os dragões como campeões nacionais (tal como aconteceu em 2010/11), em caso de vitória ou empate na Luz. Na antevisão à partida, Nélson Veríssimo disse estar a par das "implicações do resultado", mas garantiu que a sua equipa está totalmente focada em vencer o FC Porto.

Clássico: "São duas equipas que se conhecem bem, fruto dos confrontos que já tiveram nesta época e daquilo que tem sido a evolução das duas equipas em épocas anteriores. A preocupação é a forma como nos vamos apresentar amanhã, reconhecer que vamos representar uma equipa de grande nível. Vamos ter de estar ao nosso melhor nível, o objetivo passa por lutar pela vitória. A equipa trabalhou bem na semana, está confiante. São jogos imprevisíveis, mas estamos confiantes que vamos dar uma boa resposta. Queremos conquistar os três pontos, independentemente da circunstância que envolve este jogo."

Mensagem de Rui Costa: "O presidente diariamente está connosco, fala várias vezes à equipa. Dentro da lógica de intervenção que tem tido, acabou por ser natural a forma como se dirigiu à equipa. Não vejo significado relevante em comparação com outras intervenções que teve. Sabemos da importância que o jogo tem. O mais importante é sabermos o que temos de fazer enquanto equipa."

FC Porto festejou na Luz em 2011: "Estamos a falar em cenários e de um pressuposto que na nossa cabeça não entra. Sabemos as circunstâncias que o jogo envolve, e a única coisa que temos de ter na nossa cabeça é a vitória. Tenho-o dito nas últimas jornadas e à medida que o campeonato vai caminhando para o fim, o nosso objetivo passa por ir vencendo e é exclusivamente isso que temos na cabeça: receber o FC Porto em casa, ganhar, e tudo o resto são meras especulações, conjunturas e cenários."

FC Porto tem sido a 'besta negra' do Benfica nos últimos anos: "Temos consciência disso. Nós, alguns jogadores e eu enquanto membro da equipa técnica do Bruno Lage, estivemos na última vitória do Benfica no Dragão, é um dado estatístico e temos consciência que nos últimos jogos o saldo não nos é favorável. Mas também acreditamos que amanhã podemos reverter essa situação. São duas boas equipas, há que reconhecer a qualidade do nosso adversário. Foi com base nesse reconhecimento da qualidade dos nossos adversários que demos sempre resposta em jogos com nível de dificuldade elevado. Temos consciência que temos de estar num bom nível. Vamos tentar explorar o que achamos que são os pontos mais frágeis do FC Porto e acima de tudo fazer o nosso jogo. Olhar para os nossos jogadores e potenciar a forma de jogar. E não venham dizer que a nossa equipa é só transição, porque não é. Estamos convictos que amanhã vamos dar uma boa resposta e que no final do jogo vamos estar a festejar a vitória."

Espera tributo dos adeptos do Benfica? "O Nélson aqui é o menos importante. Se houver tributo é à equipa. Acho que o foco da equipa, independentemente das circunstâncias do jogo que podem ditar um cenário, é jogar para tentar ganhar o jogo. É com essa mentalidade e objetivo que temos de entrar, porque o jogo em si já vai ter a carga natural daquilo que é um clássico. Os jogadores sabem da importância, é um jogo que desperta diferentes emoções, paixões, é intemporal, independentemente do momento das equipas. Tudo isto dá-nos a serenidade para acreditar que vamos dar uma boa resposta frente a um bom adversário como o FC Porto."

Melhorias defensivas: "Isso é uma questão de balanço. Tenho dito que gostaria de fazer os balanços na próxima semana, na jornada que antecede o fim do campeonato. É um facto, sentimos que a equipa está mais segura no processo defensivo. Tivemos muitos jogos também a marcar consecutivamente, naturalmente a equipa foi crescendo nas dinâmicas ofensivas pelas rotinas, dentro do que tem sido a ideia proposta, assim como no processo defensivo. Cada jogo e cada adversário coloca-nos um problema diferente, e nós temos conseguido fazer micro adaptações. Amanhã, o FC Porto vai colocar-nos diferentes questões comparativamente ao que foi o jogo com o Marítimo e com Famalicão. Cada adversário tem uma forma de defender, atacar, e temos de ter em conta que em momentos temos de fazer micro adaptações para contrariar as outras equipas".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.