No final do encontro, o treinador do Benfica, Jorge Jesus, na zona de entrevistas rápidas, lamentou o lance ilegal que deu o terceiro golo ao FC Porto, num encontro onde, para si, o empate seria o resultado mais adequado.

«Foi um excelente jogo, com duas grandes equipas. A primeira parte foi equilibrada. O FC Porto entrou bem, mas depois o Benfica acabou melhor e conseguiu fazer a igualdade.

Na segunda parte entrámos melhor no jogo, fizemos o 2-1, e consentimos a igualdade num contra-golpe, numa zona confusa. Depois a expulsão do Emerson complicou a estratégia da equipa. 

Faltando 10 minutos para acabar o jogo, e com a igualdade a dois golos, sabíamos que o Porto, com mais um jogador, ia arriscar tudo para sair daqui com um resultado diferente.

Acabámos por levar um golo de bola parada, num nítido fora de jogo do Maicon. Aí o Benfica não tem responsabilidade nenhuma. Não consigo entender, com o fiscal de linha bem posicionado, como é que ele não consegue ver que o Maicon está em situação ilegal. Se não marcou não foi porque não viu, foi porque não quis», afirmou o técnico.

Com três derrotas, em quatro jogos, Jorge Jesus assume que a equipa precisa dar a volta por cima com «vitórias» e isso passa já pelo jogo da próxima terça-feira com o Zenit, a contar para a Liga dos Campeões.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.