José Eduardo Bettencourt garantiu hoje, em conferência de imprensa, para anunciar a saída do treinador, que "nunca demitiria Paulo Bento". “Não era capaz, mesmo que hoje só fique na história quem ganha. Para mim é uma perda irreparável, como companheiro, como amigo”.

Recorrendo a expressões em inglês, recordando o slogan "Paulo Bento forever", Bettencourt, que considera Paulo Bento "vai ficar forever nos corações dos sportinguistas. Para já no coração de 90 por cento, mas em breve em 100 por cento".

“A comunicação tem destas vantagens, não há que ninguém que não saiba o que dizer forever. Forever no meu respeito e gratidão eterna ao Paulo Bento e não sei se o Sporting de hoje se merece ter um Paulo Bento”, disse Bettencourt.

Sobre a substituição, e visivelmente emocionado com esta saída, o presidente do Sporting disse apenas que "Leonel vai assumir a transição".

Questionado sobre a altura em que tomou conhecimento da decisão de Paulo Bento, Bettencourt mostrou que não foi apanhado desprevenido ao afirmar: "não me sinto corno".

No final desta conferência de imprensa conjunta, repleta de emoções, Bettencourt não escondeu a falta de ideias sobre o futuro do Sporting nos próximos tempos ao afirmar: "não estou preparado para isto”. “Só me vou debruçar sobre os problemas depois de falar com os sportinguistas e corpos sociais”, afirmou.

Bettencourt fez questão de manter a confiança em Paulo Bento até ao fim e afirmou mesmo que se entendia “com sinais de fumo. Quando se trabalha em equipa e se vivem as coisas intensamente com muito sentido de responsabilidade e compromisso há um casamento”.
Sobre as condições de saída do treinador do Sporting, Bettencourt realçou ainda que “o Paulo disse que só cobraria ao Sporting até ao dia em que trabalhasse e fê-lo”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.