O capitão do Arouca, Nuno Coelho, reconhece que a deslocação ao Dragão, para o jogo da 21.ª jornada da Liga, vai ser "muito difícil", mas mostra ambição em "conquistar pontos" frente ao FC Porto.

"Não vamos ao Estádio do Dragão cumprir calendário. Vamos tentar não repetir o que fizemos menos bem na Luz, que foi sofrer um golo cedo, contra uma equipa grande e jogando fora. Vamos tentar aguentar o 0-0 o máximo de tempo possível e nas nossas oportunidades tentar fazer um golo", afirmou o médio, em conferência de imprensa de antevisão ao jogo.

O FC Porto é terceiro no campeonato, cinco pontos atrás do líder Sporting, pelo que, considera Nuno Coelho, "todos os jogos são completamente decisivos para eles". O Arouca tem um objetivo mais modesto, mas que pretende atingir rapidamente.

"Vamos para tentar fazer o nosso trabalho, tentar dificultar-lhes a vida ao máximo e tentar trazer pontos, seja um, seja três. O que conseguirmos trazer será positivo. Temos como meta os 30 pontos e queremos atingi-los o mais rápido possível. O próximo jogo é com o FC Porto e obviamente sabemos que é muito difícil, mas queremos continuar a olhar para cima e não para baixo", desejou o atleta, de 28 anos, que no mês passado renovou contrato com o Arouca por cinco épocas.

Nuno Coelho reconhece que o plantel portista pode estar "mais motivado" com a entrada de um novo treinador, mas ressalva que a qualidade do plantel é a mesma que defrontaram na primeira volta, "com exceção dos reforços do mês de janeiro". Por isso, o capitão passa a mensagem ao plantel: "é preciso estarmos concentrados os 90 minutos, porque os erros pagam-se caro".

O FC Porto-Arouca joga-se no domingo, a partir 19:15, no Estádio do Dragão, com arbitragem de Rui Costa, da associação do Porto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.