O FC Porto goleou hoje o Nacional, por 4-0, no Funchal, com três golos de Diogo Jota, e encostou-se ao Sporting e ao Benfica no topo classificação, à passagem da sétima jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Na sua estreia a titular pelos 'dragões', o ex-jogador do Paços de Ferreira, agora emprestado ao FC Porto pelo Atlético de Madrid, fez o seu 'hat-tick' antes do intervalo, marcando aos 11, 38 e 44 minutos, enquanto André Silva completou a vitória mais volumosa dos portistas esta época, anotando o seu quinto tento na liga, aos 58.

"Foi um bom jogo de campeonato, que é a nossa prioridade. Foi uma boa vitória, sabíamos das dificuldades de jogar na Choupana. Era importante manter a ideia de jogo do primeiro ao último minuto e foi esse o segredo, manter a ideia, uma ideia de consistência de uma equipa que quer ser controladora, agressiva, com critério e concretização", começou por dizer Nuno Espírito Santo no flash interview da Sport TV.

"É isto que pretendemos, queremos que seja constante. A melhor ideia de crescimento é uma ideia que é mantida durante todo o jogo. O importante é que a nossa produção de jogo seja igual no Dragão e fora. E isso hoje foi conseguido", acrescentou o técnico portista sobre a ideia de jogo implementada na Choupana.

"O Diogo Jota chegou mais tarde, já com o campeonato a decorrer e foi adquirindo as nossas dinâmicas com o tempo. Hoje teve uma oportunidade e fez um bom jogo", sentenciou Nuno Espírito Santo sobre a exibição de Diogo Jota.

Com 16 pontos, o FC Porto igualou o Sporting, que empatou em Guimarães (3-3), e o Benfica, que recebe o Feirense no domingo, enquanto o Nacional regressou às derrotas, após duas vitórias seguidas, e segue em 14.º, com seis pontos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.