Depois de cumprir 15 dias de castigo que lhe foi imposto pelo CD da FPF, Nuno Saraiva, diretor de comunicação do Sporting, voltou à carga nas redes sociais e garante que não se arrepende por ter aceitado o convite para trabalhar no clube de Alvalade.

"Trabalhar no Sporting Clube de Portugal não é, nem nunca será, passível de arrependimento. O convite, que muito me honrou, foi-me dirigido pelo presidente do clube tendo sido também por ele que aceitei este desafio. Não vale por isso a pena tentarem, com a má-fé habitual, abrir brechas onde elas não existem. Estou e estarei aqui, leal e convictamente, enquanto o meu presidente entender que sou útil e que acrescento valor ao Sporting Clube de Portugal", afirmou.

Nuno Saraiva deixou ainda algumas farpas a Benfica e FC Porto e respondeu ainda a alguns comentadores.

Amplificam-se impactos de lesões num único jogador – bem sei que o nosso capitão é pendular na nossa equipa – escondendo aquilo que se passa noutros clubes em que, desde o início da época, já houve pelo menos 19 atletas sujeitos a baixa médica; inventam-se tensões inexistentes entre jogadores com contrato em vigor e a SAD do Sporting a pretexto de hipotéticas renovações, e não se escreve uma linha que seja, por exemplo, sobre o incumprimento de obrigações contratuais de outros e dívidas a clubes que até já se queixaram à FIFA por causa deste calote."

"Confesso que, ao fim de tantos anos, ainda me surpreendem as virgens ofendidas que, ganhando a vida a insultar e a caluniar meio mundo, ainda por cima sem contraditório, se indignam de cada vez que alguém decide responder-lhes à letra. Esta conduta, a par de tudo o resto em que vão chafurdando, diz tudo sobre o carácter dos Guerras, dos Venturas e dos Silvas."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.