Everton cruzou-se com Bas Dost no Heracles. Na altura, os dois jogadores representaram o emblema Heracles. O brasileiro lembra um dianteiro com qualidade, mas também com hábitos estranhos no seu entender.

"O Bas Dost parecia que vivia noutro mundo na cabeça dele (risos). Jogava muito, atenção. Era perfeito nos apoios, tinha óptimo cabeceamento, bom passe e não era egoísta, além de marcar muitos golos. Mas às vezes dava-lhe para umas loucuras", começou por dizer em declarações à ESPN, explicando o que queria dizer, prosseguindo.

"Ele era uma figura, mas demasiado sério. Nos treinos falava sozinho e ficava stressado (risos). O nosso treinava falava muito com ele."

Os dois jogadores acabaram por deixar no clube ao apontarem em conjunto 29 golos.

"Ficámos grandes amigos. Fiz muitos golos por causa dele. Ele é muito boa gente."

No Sporting, Bas Dost apontou 93 golos em 125 jogos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.