O candidato derrotado à últimas eleições da presidência do Sporting esteve esta segunda-feira no programa da SIC “Dia Seguinte” para fazer uma análise ao atual momento do clube de Alvalade. Bruno de Carvalho voltou a criticar a direção de Godinho Lopes e defendeu eleições antecipadas.

«As eleições antecipadas não são a minha opinião, é a opinião de todos os sportinguistas e de toda a gente. Os mandatos não são para cumprir, são para serem honrados. Se não forem honrados não devem ser cumpridos. O caos é Godinho Lopes, o caos é agora! Não há mais nada possível para se fazer. Gastámos 100 milhões para que o Godinho percebesse o que é o ADN do Sporting», afirmou Bruno de Carvalho à SIC Notícias.

O antigo candidato à presidência do Sporting não assumiu uma nova candidatura e voltou a frisar que está não está a criticar o clube mas sim a direção de Godinho Lopes.

«Não vale a pena estar a repetir as coisas. Nas cerca de 50 aparições que fiz, entre Facebook e órgãos de comunicação social, tive em volta de seis intervenções críticas. Nunca critiquei o Sporting, mas sim a atual gestão.»

«É muito mais importante analisar o momento que se vive, do que estar a ver se sou candidato, se tenho ou não contactos com investidores. Tenho relações com essas pessoas há muitos anos. Não posso dizer se continuam interessados ou não. Não é esse o problema, não estamos em altura de falar nisso. Não ganhando as eleições, tem de ser Godinho Lopes e a sua direção a tratar disso», sentenciou Bruno de Carvalho.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.