Nicolas Gaitán manifestou hoje a sua solidariedade para com o companheiro Cardozo, ausente dos trabalhos de preparação dos encarnados devido à doença do filho, infectado com o vírus da gripe A.

A poucos dias do primeiro jogo do ano, frente ao Marítimo para a Taça da Liga, o principal tema da agenda dos encarnados é a ausência do avançado paraguaio e o colega de equipa disse compreender os motivos do Tacuara:

“A verdade é que é uma situação complicada aquela que ele está a viver, ainda para mais por ser com um filho. Esperemos que corra tudo bem. O futebol é parte da vida, mas creio que a família é a vida. Compreendo bem a posição do Cardozo e o modo como está a tentar lidar com isto.”

Outro dos temas do universo encarnado é a chegada de reforços e Gaitán disse não conhecer Fernández, mas deixou elogios a Funes Mori:

“É um grande jogador. Já joguei contra ele e espero que corra tudo bem e que ele possa vir.”

O título continua a ser um objectivo na Luz e o extremo argentino voltou a reforçar esse desejo.

“Jogamos sempre para o título. Estamos a trabalhar para isso e ainda falta metade do campeonato.”

A terminar, Gaitán abordou o jogo do próximo domingo frente ao Marítimo, para a Taça da Liga, e reiterou que o Benfica quer começar 2011 a vencer.

“Trabalhamos sempre para ganhar. Não sofrer golos e marcar muitos são outros dos objectivos para este jogo.”

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.