Paulo Sérgio vincou hoje a obrigação do Sporting somar três pontos, face ao atraso que já tem relativamente ao líder FC Porto. "Oito pontos são pontos demais. É resultado da irregularidade nossa e da regularidade do FC Porto. De facto, são oito pontos que não queremos que aumentem. O FC Porto e outras equipas vão perder pontos, mas nós não temos o mesmo lastro para perder pontos que outros", disse esta tarde Paulo Sérgio, na conferência de imprensa realizada na Academia de Alcochete.

Para o treinador do Sporting, o discurso é claro: "Não é agradável termos perdido estes pontos. Acredito que temos de evoluir e tornarmo-nos mais objectivos. Temos de fazer o nosso trabalho. Mais do que jogar bem ou mal, importa somar pontos para estarmos na luta."

Sobre o desafio com o Nacional, o técnico leonino assumiu a perspectiva de um desafio complicado, sobretudo num momento em que os leões têm vários jogadores lesionados. "Esperamos mais um jogo difícil, mas temos de ser competentes. O Nacional apresenta-se reforçado com jogadores que não tinha disponíveis há uma semana. Cabe-nos a nós fazer o nosso trabalho para vencer", frisou.

Confrontado com a suspensão de Maniche, expulso no derby com o Benfica por comportamento incorrecto com o público, Paulo Sérgio reprovou a atitude do experiente médio. "Não vi. Foi uma atitude irreflectida. Reagiu a uma provocação e não o devia ter feito, porque a equipa sai penalizada", sublinhou.

Paralelamente, o treinador do Sporting tirou duas ilações da derrota com os encarnados na última ronda. "Custou-me mais a digerir do que outro resultado, porque é uma derrota com um rival. Temos de ser mais incisivos. E não podemos ser uma equipa tão simpática para os adversários", concluiu. 

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.