O Real Madrid, clube que Iker Casillas representou desde a sua formação (1990) até 2015, quando integrou o FC Porto, transmitiu hoje o seu apoio ao “querido e eterno capitão”, que sofreu um enfarte agudo do miocárdio.

“Iker Casillas ensinou-nos em toda a sua carreira profissional a superar os desafios mais incríveis para melhorar a glória do nosso clube”, referiu em comunicado o Real Madrid.

O clube refere que Iker Casillas “sempre transmitiu que desistir não se encaixa na sua filosofia de vida e mostrou inúmeras vezes que, sendo maior o desafio, mais difícil é o caminho para alcançar a vitória”.

“O Real Madrid quer que o seu eterno capitão recupere o mais rápido possível e envia ao jogador toda a coragem do mundo”, acrescenta a nota difundida pelos seus canais de comunicação.

O FC Barcelona associou-se também ao momento difícil que o guarda-redes atravessa, desejando-lhe ânimo e o desejo de rápidas melhoras e uma pronta recuperação.

Também o Atlético Madrid publicou nos seus canais de comunicação uma mensagem de força e ânimo para o guarda-redes portista Iker Casillas, a quem desejou uma rápida recuperação.

Campeão europeu e mundial com as cores da seleção espanhola, Iker Casillas também recebeu de toda a família da ‘La Roja’ solidariedade nesta hora difícil e o desejo de rápidas melhoras.

Inter de Milão, Liverpool e Manchester City, entre outros, foram alguns dos clubes que manifestaram já apoio ao guarda-redes dos ‘dragões’, bem como de jogadores como Lionel Messi, Sérgio Ramos, Toni Kroos, Isco Alarcón e Gareth Bale.

Mas não foi só do mundo do futebol que Iker Casillas recebeu mensagens de apoio, mas também de outras áreas desportivas, como dos seus amigos e compatriotas Rafael Nadal e Alejandro Valverde.

“Um abraço enorme neste momento e força Iker”, escreveu o tenista Rafael Nadal.

O ciclista Alejandro Valverde, campeão do mundo, desejou animo ao capitão e o desejo de que, passado o susto, Iker Casillas possa rapidamente voltar a fazer o que mais gosta.

Há pouco mais de um mês, Iker Casillas, que faz 38 anos este mês, renovou com o contrato com o FC Porto, ao qual chegou em 2015/16, depois de ter feito toda a carreira no Real Madrid, tendo na última temporada ajudado os ‘dragões’ a alcançarem o título nacional.

Numa carreira que já dura duas décadas, o guardião conquistou um Campeonato do Mundo e dois Europeus com a seleção espanhola e, ao serviço do Real Madrid, foi cinco vezes campeão de Espanha e levantou três vezes o troféu da Liga dos Campeões.

No seu currículo, Casillas tem ainda um Campeonato do Mundo de clubes e duas Supertaças europeias, além de duas Taça do Rei de Espanha.

Com 167 internacionalizações por Espanha, o guarda-redes entra na lista dos jogadores de sempre que mais vezes representaram a sua seleção.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.