Após a dura derrota caseira, o treiandor Jorge Costa criticou, se bem que de forma irónica, severamente a atitude dos seus jogadores e saiu em defesa dos seus antecessores.
"Com todo o respeito, têm de compreender o meu estado de espírito, depois de perder 5-0 é difícil estar aqui perante vocês e tentar explicar o que quer que seja. Voltámos ao que foi o Paços durante 20 jornadas, e que justifica terem estado 20 jornadas em último lugar. Se as contas já estavam difíceis, agora estão muito mais e pior do que as contas é perceber que andei oito jornadas enganado. O Costinha era uma besta, Henrique Calisto era uma besta e agora a besta sou eu. Os treinadores são umas bestas, os jogadores uns fora de série e anda toda a gente enganada no futebol. Se calhar, as bestas não somos nós", disse, este sábado, o treinador do Paços de Ferreira na conferência de imprensa.
"Eu não desisto, sou uma pessoa muito séria no meu trabalho. Vou até ao fim, à frente do barco, com quem quiser estar. Este clube está acima de tudo, dos jogadores, do Jorge Costa, de tudo. É um clube de gente séria, cumpridor, que merece ficar na I Liga, merece ser respeitado e as pessoas que o representam têm de dar sempre tudo o que temos, porque o Paços merece", enviando uma mensagem indireta para os jogadores do Paços de Ferreira.
O Paços de Ferreira está na 15.ª posição, a um ponto de sair dos lugares de despromoção.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto