O Paços de Ferreira e João Silva chegaram hoje a um entendimento para a rescisão do contrato que ligava o avançado ao clube da I Liga de futebol, confirmou à Lusa o diretor desportivo da formação pacense.

"Estivemos hoje a conversar e chegámos a um entendimento com o João Silva para a rescisão de contrato", disse Marco Abreu à agência Lusa.

O diretor desportivo do Paços de Ferreira fala de "um acordo mútuo", argumentando que o jogador, de 25 anos, não estava a ser opção regular e que o regresso de Cícero, após uma curta experiência na Turquia, precipitou um entendimento para a rescisão do contrato, que era válido até ao final da temporada.

"Em princípio, não haverá nenhuma entrada para o ataque. Iremos ficar com os dois avançados [Bruno Moreira e Cícero]", concluiu Marco Abreu.

João Silva representou o Paços em 13 encontros para o campeonato, oito deles como suplente utilizado, totalizando 392 minutos de utilização e um cartão amarelo, números que sobem até aos 490 minutos, incluindo todas as competições, e um golo, anotado no empate a uma bola alcançado em Arouca, no dia 20, para a Taça da Liga.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.