O treinador Paulo Sérgio alertou hoje para a necessidade do Portimonense “ser competente em cada momento do jogo”, para vencer na receção ao Moreirense, no sábado, em jogo da 21.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

“É fundamental que a equipa seja competente em cada segundo do jogo e competitiva, porque precisamos de pontos e queremos que os três pontos fiquem na nossa casa”, disse o treinador dos algarvios.

Paulo Sérgio falava na conferência de imprensa de antevisão do encontro que opõe o Portimonense, 17.º e penúltimo classificado, com 14 pontos, ao Moreirense, 13.º, com 22, no sábado, às 15:30, no estádio Municipal de Portimão.

O técnico, de 51 anos, regressou a Portugal, depois de ter treinado os sauditas do Al Taawon, os iranianos do Sanaf Naft e o Dibba Al Fujairah, dos Emirados Árabes Unidos.

A última equipa lusa que treinou foi a Académica, em 2014/15, após passagens por APOEL, Cluj e Hearts e de ter orientado Sporting, Vitória de Guimarães, Paços de Ferreira, Beira-Mar, Santa Clara e Olhanense.

Embora afastado de Portugal, o treinador disse que tem acompanhado a Liga portuguesa, e que o conhecimento que tem do Moreirense “é o de ser uma equipa forte”.

“É forte em transições e tem jogadores que conheço bem, aliás alguns foram meus jogadores”, frisou.

Para o técnico dos algarvios, o Moreirense deverá impor determinados tipos de problemas e de exigências, “para as quais o Portimonense terá de estar preparado”.

Paulo Sérgio, que assumiu o comando técnico do Portimonense na segunda-feira, referiu estar “satisfeito com o empenho e a atitude dos atletas” e com “a aceitação das novas ideias de jogo”.

“Ideal seria ter mais dias para trabalhar, mas estou satisfeito, tendo o trabalho incidido sobre aspetos fundamentais do que pretendo, que é uma equipa competitiva”, apontou o treinador, acrescentando que “há que privilegiar o aspeto competitivo e a abordagem foi nesse sentido”.

O técnico espera que, na sua estreia no comando técnico dos algarvios, a equipa “seja unida e solidária e competente em todos momentos, nomeadamente aquando da perda da bola”.

“Temos de ser solidários e lutar para recuperar a bola em todos os momentos do jogo”, alertou.

A equipa de Portimão soma oito jogos sem vencer e o último triunfo remonta a 30 de novembro do ano passado, na receção ao Famalicão (2-1), em encontro da 12.ª ronda.

Após 20 jornadas, o Portimonense ocupa o 17.º e penúltimo lugar da I Liga, com 14 pontos, menos dois do que o Paços de Ferreira, primeira equipa acima da zona de despromoção.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.