Christian Atsu está arrependido de ter dito que queria sair do FC Porto. O jovem extremo ganês sublinhou que o seu afastamento da equipa deveu-se a um mal entendido, depois de ter afirmado no final da temporada passada que queria abandonar os "dragões".

O jogador, que tem sido muito atacado pelos portistas nas redes sociais, sentiu a necessidade de pedir desculpas.

«Quero pedir desculpa a toda a estrutura e a todos os adeptos. Percebi que não devia ter dito o que disse e que fui injusto com o clube que me permitiu ser o Atsu que sou hoje», afirmou o extremo ao jornal O Jogo.

A vontade expressa de abandonar o clube colocou o jovem ganês numa posição difícil. Atsu está a trabalhar com a equipa B, não conta para Paulo Fonseca mas não quer ser visto como vilão no Dragão.

«Custa-me muito o que estou a passar, mas o que peço aos adeptos é que não duvidem nunca do meu amor pelo FC Porto. Hoje, não teria dito o que disse. Não daquela forma», disse o jogador, em jeito de mea-culpa.

O jogador de 21 anos tem mais um ano de contrato com os azuis-e-brancos e está no mercado. Caso não apareça nenhuma proposta que satisfaça o FC Porto, o ganês corre o risco de ficar uma época sem jogar e ficar fora dos eleitos do Gana para o Mundial 2014, em caso de apuramento dos africanos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.