Pedro Gaiveo Luzio, candidato à presidência do Vitória de Setúbal, apontou hoje a recuperação da situação financeira do clube da I Liga de futebol como prioridade caso seja eleito em 17 de janeiro.

O empresário, que em janeiro de 2019 se demitiu da vice-presidência do clube por discordar do modelo de gestão seguido pela atual direção, revelou já ter reunido vários apoios durante a apresentação dos nomes que compõem a sua lista candidata aos órgãos sociais.

"A situação financeira é prioritária, porque sem dinheiro nada se faz. Com a credibilidade que transmiti, temos a sorte de ter empresas da cidade que nos vão ajudar, temos parceiros financeiros que nos vão ajudar para necessidades de tesouraria e, a curto prazo, temos investidores que querem estar ao lado do Vitória", disse na apresentação que decorreu num restaurante no centro da cidade de Setúbal.

Pedro Gaiveo Luzio, de 54 anos, anunciou que Jorge Pereira, que na passada semana renunciou ao cargo de secretário-geral que exercia no Vitória de Setúbal, é o seu eleito para assumir o futebol do clube.

"Caso sejamos eleitos, Jorge Pereira vai ser o nosso diretor geral do futebol. É um homem com provas dadas e que reúne todas as condições para desempenhar essa função", sublinhou.

O candidato, que entrega na quinta-feira, pelas 12:00, a sua lista completa nas instalações do Estádio do Bonfim, manifestou o desejo de se assistir a uma campanha "limpa".

"O Vitória Futebol Clube merece essa dignidade. Da minha parte, só vou falar das minhas ideias, do projeto, da minha equipa e do que temos de fazer a curto e médio prazo se formos eleitos. Espero que os outros façam o mesmo, porque só assim se dignifica a cidade de Setúbal e o Vitória", vincou.

A lista de Pedro Gaiveo Luzio, cabeça de lista à direção, tem Nicolau Tavares como mandatário, Manuel Guerra Henriques como líder da Mesa da Assembleia-Geral e Eduardo Moreira Pinto no Conselho Fiscal e Disciplinar.

Na corrida para a presidência do Vitória de Setúbal, além de Pedro Gaiveo Luzio, estão também Chumbita Nunes (entregou ao final da tarde de hoje a candidatura), Paulo Gomes, José Dias Mendes e o atual presidente Vítor Hugo Valente.

As eleições para a direção do Vitória de Setúbal foram marcadas na sequência da demissão de 10 dirigentes do clube, entre eles vários vice-presidentes da direção liderada por Vítor Hugo Valente, que, nas próximas horas, também deverá formalizar a recandidatura à presidência do Vitória de Setúbal.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.