O advogado Pedro Proença renunciou hoje ao cargo de mandatário da candidatura de Bruno de Carvalho para as eleições do Sporting, que foi excluída da corrida ao ato eleitoral de 08 de setembro.

Em comunicado enviado à agência Lusa, Pedro Proença justifica a renúncia ao cargo com a “discordância relativamente a algumas das opções estratégicas fundamentais”, assim como “um conjunto de desenvolvimentos” que o levam a “questionar a manutenção da confiança mútua entre a liderança da candidatura e o respetivo mandatário”.

“Informo que comuniquei hoje a Bruno de Carvalho e ao presidente da Mesa da Assembleia Geral (MAG) do Sporting Clube de Portugal a minha renúncia ao cargo de mandatário da respetiva candidatura”, lê-se no comunicado assinado por Pedro Proença.

Apesar desta decisão, Pedro Proença reiterou o apoio no antigo presidente do clube, que foi destituído em Assembleia Geral, em 23 de junho último, e foi um dos oito a apresentar candidatura à presidência do clube.

“Sem prejuízo dessa renúncia, mantenho a convicção de que o projeto liderado por Bruno de Carvalho é o que melhor serve os interesses do Sporting e dos seus sócios, pelo menos aquele que mais garantias me dá, a mim enquanto sócio e sportinguista de alma e coração, de que a maioria da SAD continuará a pertencer ao clube”, rematou Pedro Proença.

João Benedito, José Maria Ricciardi, Pedro Madeira Rodrigues, Frederico Varandas, Rui Jorge Rego, Dias Ferreira e Fernando Tavares Pereira são os sete candidatos ao ato eleitoral de 08 de setembro.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.