"Como é público, estou inscrito na Liga como jogador. Se as pessoas entenderem que sou útil para jogar, que manifestem essa vontade", disse à Agência Lusa o veterano jogador de 39 anos.

Apesar de ter recebido na passada segunda-feira o Prémio Carreira na III Gala do Desporto da Câmara Municipal de Coimbra, o carismático guardião, que faz no final desta época 20 anos de carreira, rejeitou pendurar as luvas e as chuteiras.

"A minha carreira só terminará no dia em que o fizer publicamente e isso ainda não o fiz", sublinhou, apesar de vincar que se sente bem na "Briosa" a desempenhar "uma ou outra função da melhor maneira".

Os "estudantes" têm ao seu serviço três guardiões: o agora habitual titular Rui Nereu, o experiente Ricardo, a recuperar de uma rotura na coxa direita, e o jovem Barroca, que tem alinhado no clube-satélite, o Tourizense.

Pedro Roma poderá ser um "reforço" de Janeiro, caso o treinador André Villas-Boas assim o entenda, ele que tem defendido estudar "soluções internas", antes de contratar qualquer cara nova.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.