Pepe, jogador do FC Porto, na flash interview à Sport TV, após a derrota frente ao Marítimo.

Mais mérito do Marítimo ou demérito do FC Porto: "Acho que não é mérito nem demérito. Não entrámos bem no jogo, entrámos um pouco passivos, temos de entrar mais fortes. Estávamos avisados que o Marítimo ia-se fechar, fazer o jogo deles. A verdade é que tanto tempo parado desconcentrou os jogadores, mas não é desculpa. É dar mérito ao adversário, marcou mais golos que nós. O futebol é assim mesmo. Agora é pensar que temos um jogo difícil, fora de casa, apesar de termos muito tempo, mas temos condições para ir buscar os pontos perdidos em casa, fora de casa"

Anti-jogo: "Eu acho que durante toda a segunda parte, o Marítimo usou todas as armas para parar o nosso ritmo de jogo e isso foi visível, não foi atoa que o árbitro deu 10 minutos. É o futebol , é assim. Da próxima vez que defrontarmos uma equipa destas, temos de focar-nos no nosso jogo, deixar o anti-jogo do adversário e focar-nos no que o treinador nos disse para ganhar o jogo"

Derrota magoa: "Um jogador do FC Porto tem de estar triste. É uma derrota, não gostamos de perder. Trabalhamos todos os dias para ganhar e termos os três pontos. Sabemos que vamos ter jogos em que não vamos conseguir ganhar, mas temos de estar fortes"

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.