O treinador do Sporting, José Peseiro, afirmou que o empate desta noite no Estádio da Luz frente ao Benfica foi um "bom resultado" e reconheceu que o Benfica foi a equipa mais forte nos últimos minutos do encontro.

Empate: "O empate justifica-se pelo que se passou em campo. Tenho de dar os parabéns aos jogadores, que jogaram aqui com uma intensidade que se calhar não podiam. Uma intensidade que também foi imposta por nós. Podíamos ter jogado de outras formas, mas quisemos pressionar alto, pressionar o Benfica.  Não viemos para o jogo para reduzir espaços, e infelizmente pagámos a factura, não conseguimos vencer. O nosso adversário, com um estádio cheio a aplaudir a empurrar, acabou por chegar ao empate e criou mais algumas situações que podia ter concretizado. Tínhamos como objetivo vencer e empatámos, mas temos de reconhecer que o adversario é forte, e foi mais forte nos 20 ou 25 minutos finais, não consigo precisar. Sabíamos que o adversário vai no sexto jogo e nós no terceiro, e isto é para justificar por que não conseguimos equilibrar nesse período. Faltou-nos condição, devido a vários factores."

Importância de Acuña: "Todos fizeram um grande jogo. É um dos que quero dar os parabéns, mas não quero enaltecer individualidades. Quero dar os parabéns a todos, pela personalidade, pelo carácter e pelo sofrimento, hoje era preciso sofrer muito aqui. Nos últimos 25 minutos o Benfica foi mais equipa do que nós. Acuña já tinha jogado um jogo de preparação naquela posição e tinha entrado para ali, mas quero dar os parabéns a todos."

Salin ou Viviano titulares: "Salin tanto é titular que jogou hoje. Hoje foi titular porque estava nos 11, o onze da próxima semana não lhe posso dizer. Os que entraram, e às vezes temos de ter cuidado para não criar um problema de desequilíbrio com as substituições quando a equipa está bem, os que não entraram e os que não foram convocados, todos têm o lugar aberto."

Sporting pode ser campeão: "É muito difícil estar num clube como o Sporting e não pensar que tem de conquistar títulos. É mais difícil concretizar, uma vez que o Sporting não os tem conseguido. Estamos aqui para lutar, fizemos um ponto, agora vamos descansar bem e preparar o próximo jogo. Mesmo não assumindo uma candidatura, quem está no Sporting não pode aspirar a não lutar pelas competições."

Vitória contra as críticas: "Tenho realçado as dificuldades que temos tido no início da época, já as repeti algumas vezes e não me apetece repetir mais isso. Há questões que estão inerentes ao nosso trabalho. O Sporting, passo a passo, vai crescer e mostrar que vai jogar melhor. Não sei quando, mas vai."

Salin titular até ao final do ano: "Ele fez um bom jogo, mas outros também fizeram. Fez o trabalho dele, não teve hipótese no golo sofrido."

Adeptos: "Parabéns aos adeptos que estiveram aqui presentes e aos jogadores."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.