Petit, treinador do Tondela, afirmou na sala de imprensa que faltou "chama e intensidade à equipa" na partida frente ao Boavista (1-2).

"Entrámos muito bem na primeira parte. Sabíamos como o Boavista vinha jogar e alertámos os jogadores para isso. Ainda conseguimos ter duas situações de golo, circulámos bem, fomos pacientes e demos intensidade ao jogo na primeira parte. Depois da expulsão até acabar a segunda parte, ficámos um pouco apáticos. Ao intervalo falei com os jogadores porque não é fácil jogar contra dez. Pedi intensidade e circulação rápida da bola, e cruzamentos para a área quando pusesse dois avançados. Depois fiz uma mudança que não estava nos planos, mas o Lucas já tinha amarelo e eu não quis correr o risco de ele levar o segundo. Mas faltou-nos intensidade. Os nossos dois médios vieram buscar muitas bolas aos centrais, mas fomos apáticos. E o Boavista, que tem duas oportunidades em bolas paradas, faz dois golos. Sabíamos que o Boavista fecha bem e obriga as equipas a ter paciência, e que no jogo anterior tinha feito três golos de bola parada. E hoje fez mais dois. Pecámos aí. Na nossa segunda parte faltou chama e intensidade, e a culpa desta derrota é toda nossa. Já falei com os jogadores porque ainda temos muito caminho pela frente e temos de ser iguais a nós próprios como fomos em Alvalade e hoje na primeira parte."

Manutenção

"No futebol nada é impossível. Temos de trabalhar todos os dias para chegar ao jogos e estar no nosso melhor. No domingo temos já o jogo contra o Nacional, onde queremos ir buscar estes três pontos, sabendo que é um adversário difícil. Vamos corrigir o que se passou hoje para estarmos prontos no domingo para acreditar que tudo é possível. Temos 45 pontos pela frente e vamos à procura deles."

Estreias de Zubikarai e de Moreno

"O Zubikarai não fez uma defesa. Em dois cantos sofreu dois golos. O Erick Moreno esteve no campo durante 35 minutos, quando jogámos com dois avançados, mas o Boavista estava muito recuado e a bola não lhe chegou muito. Também por culpa nossa, que jogámos muito a bola para trás e fizemos uma circulação muito lenta."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.