Após a derrota do FC Porto contra o Estoril, e face à aglomeração de adeptos insatisfeitos à saida do parque de estacionamento do Dragão, Pinto da Costa falou aos jornalistas que a SAD portista não está na disposição de aceitar as ordens da polícias, isto porque os elementos da PSP queriam que os jogadores seguissem um caminho alternativo de forma a evitar esses mesmos adeptos.
Perante a insistência de um jornalista para saber mais informação sobre a situação do técnico portista, Pinto da Costa - que já tinha dito que não queria comentar sobre o treinador do FC Porto - confrontou-o e convidou-o a abandonar o local. O líder portista chegou mesmo a dar um passo em frente em direção ao jornalista mas Rui Cerqueira, diretor de comunicação do FC Porto, interveio a tempo.
De realçar que o jornalista perguntou se achava "pertinente" falar sobre o futuro de Paulo Fonseca no comando técnico do FC Porto.
O FC Porto perdeu, este domingo, com o Estoril em casa por 0-1, em jogo da 20.ª jornada do campeonato português, que se disputou no Estádio do Dragão. Portistas perdem o segundo lugar para o Sporting, com mais dois pontos, e podem ficar a sete do primeiro lugar, caso o Benfica vença amanhã o Vitória de Guimarães no fecho da ronda. Cinco anos depois, o FC Porto perdeu no Estádio do Dragão para o campeonato.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.