Jorge Nuno Pinto da Costa marcou presença no 15.º aniversário da Casa do FC Porto Dragões do Oeste, nas Caldas da Rainha. À chegada, o líder dos azuis-e-brancos foi recebido em festa por muitos portistas. Em declarações aos jornalistas, Pinto da Costa deixou algumas crítica ao Governo, liderado por António Costa.

"Os Governos, em especial este, ignoram quase todos os clubes. Menos um. No ano passado, o FC Porto pagou em impostos diretos e indiretos, através dos impostos que pagamos dos jogadores, 42 milhões de euros. Se o Governo não tem respeito pelo que o FC Porto fez, não tendo sequer endereçado os parabéns através de qualquer membro nos seus 125 anos, podia ao menos o Ministro das Finanças ter-nos felicitado por sermos um bom cliente", começou por dizer.

Mais tarde, quando questionado sobre o encaixe financeiro devido a campanha do FC Porto na Liga dos Campeões, o líder dos 'dragões' voltou a dar uma 'bicada' ao Governo.

"[O encaixe financeiro da Champions] permite pelo menos sustentar muitos dos governantes", atirou.

Pinto da Costa foi também recebido na Câmara Municipal das Caldas da Rainha, onde negou comentar as últimas horas do rival Benfica.

"Não acompanhei, nem tenho de acompanhar. Tenho de acompanhar o FC Porto. Essa é a minha preocupação, nem me vou pronunciar sobre qualquer clube que possa estar num momento menos feliz", explicou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.