A conquista do título de campeão do mundo de hóquei em patins por parte da seleção portuguesa não escapou a Pinto da Coara, presidente do FC Porto, que aproveitou para dar os parabéns à equipa nacional, mas também para criticar dois membros do Governo português.

No editorial da nova edição da revista Dragões, o líder portuense apontou o dedo ao Ministro da Educação Tiago Brandão Rodrigues e ao secretário de Estado do Desporto João Paulo Rebelo.

"Não gostei de ver na 'foto de família' o Sr. Ministro da Educação e o Sr. Secretário de Estádio do Desporto. Porquê? Que fizeram eles para que o êxito aparecesse? Estou certo de que nunca terão visto um jogo de hóquei em patins!", escreveu o presidente portista, antes de prosseguir com as críticas.

"É verdade, somos campeões do Mundo de hóquei em patins, ao fim de 16 anos. Fruto de um magnífico trabalho da Federação Portuguesa de Patinagem, que soube unir uma grande geração de hoquistas, ao nível de outras já bem longínquas. Foram fantásticos no seu valor, exemplares no espírito de grupo, apaixonados por Portugal. Parabéns. Exultei, porque foi justo e muito merecido. [...] Gostei do entusiasmo do povo, e gostei da receção do Sr. Presidente da República à comitiva vencedora. [...] O Sr. Presidente da República não sabe certamente que esses jogadores foram formados em clubes, muitos deles fazendo grande sacrifício. Não sabe certamente que esses dois senhores que estavam a seu lado fazem parte de um governo que estrangula com impostos esses clubes que formam os jogadores", atirou Pinto da Costa, referindo ao ministro Tiago Brandão Rodrigues e o ao secretário de Estado João Paulo Rebelo.

"Tenho a esperança de que os clubes que formam estes campeões continuem e que não se sintam defraudados por nestes momentos serem ignorados. Continuem, AD Valongo, Oliveirense, Juventude de Viana, Paço de Arcos, Oeiras, etc., etc", concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.