O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, comungou hoje da opinião do treinador Sérgio Conceição e afirmou estar "esperançado e convencido" de que os 'dragões' vão ser campeões nacionais de futebol esta época.

À margem do jantar de natal da comissão de recandidatura do dirigente, Pinto da Costa disse estar convicto dessa situação, ainda assim ressalvou que "existem imponderáveis a considerar".

"Estou altamente esperançado e convencido de que podemos ser campeões. Infelizmente não depende do que o Sérgio Conceição faz ou os jogadores podem fazer. Há muitos imponderáveis que temos que considerar", disse aos jornalistas.

Pinto da Costa falou sobre a recandidatura e revelou que a deve oficializar apenas em fevereiro, desvendando que o plano para esses quatros novos anos vai assentar, essencialmente, na construção da academia.

"Nunca fiz promessas, mas, se me recandidatar, será para fazer o melhor que puder e souber em prol do FC Porto. A prioridade das prioridades é uma academia que, como toda a gente sabe, está em fase de ultimar as negociações para poder arrancar. Mas procuramos ser melhores em todas as modalidades. Em relação à minha recandidatura, falta assinar o papel. Não sei se acordo amanhã, por isso, não sei se vai acontecer. Os adeptos fazem-me pensar e na altura de decidir isso vai pesar", disse.

O presidente dos 'azuis e brancos' falou ainda do caso do 'túnel no Jamor', com a alegada agressão ao treinador do Belenenses, Pedro Ribeiro, pelo treinador do FC Porto, Sérgio Conceição.

"Na justiça desportiva não temo. Só tenho medo que sejam todos presos, sobretudo o boi que ainda não se descobriu quem é. Mas quando se descobrir, acho que vai parar ao matadouro", disse.

Sobre eventuais entradas e saídas do plantel de futebol portista, Pinto da Costa foi perentório: "Ao FC Porto ainda não chegou nenhuma pretensão de levar algum jogador. O Sérgio Conceição disse que não precisava de ninguém em janeiro. Como é que ele vai falar comigo de uma coisa que ele não pretende?"

Pinto da Costa confessou ainda a vontade de que o FC Porto estivesse no jogo da Supertaça Europeia, que se vai realizar no Dragão, e comentou o próximo adversário dos portistas na Liga Europa, o Bayern Leverkusen: "Gostava muito de ter lá o FC Porto na final da Supertaça Europeia. Este próximo adversário na Liga Europa? Não tivemos muita sorte, mas eles também não."

O presidente do FC Porto desejou ainda felicidades ao Flamengo, de Jorge Jesus, e que o clube consiga conquistar o título de campeão do mundo.

"Desejo-lhe as maiores felicidades para a final. Como português quero que todos os portugueses, desde que não seja contra nós, sejam vencedores. Sou amigo do Jorge Jesus há muitos anos e espero que seja campeão do mundo", finalizou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.