O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, continua sem se pronunciar sobre a continuidade do treinador Vítor Pereira no comando do técnico da equipa "azul e branca" na próxima época da Liga de futebol.
Confrontado, hoje, pelos jornalistas se a estratégia do clube passaria por manter o atual técnico, que ainda tem mais um ano de contrato com os "dragões", Pinto da Costa foi evasivo.
«A estratégia do FC Porto passa por uma coisa muito importante, não responder quando as pessoas querem, mas quando nós acharmos que é a hora», disse o líder portista.
Mais incisivos, foram os comentários de Pinto Costa às recentes críticas de responsáveis do Benfica, expressas num jornal desportivo, sobre as arbitragens desta temporada.
«Isso faz parte de uma estratégia, arquitetada num almoço num hotel, antes de saírem no jornal A Bola uma série de entrevistas, em que ficou combinado que o treinador Jorge Jesus daria uma entrevista a dizer aquilo que disseram por ele, que o responsável pela comunicação daria uma outra entrevista e que o responsável desportivo falaria na TV Benfica», disse o presidente da FC Porto.
Pinto da Costa prosseguiu: «Espero que essa estratégia tenha sido importante para eles, porque foi muito importante para o nosso sucesso».
Oficializaram este vínculo o líder do FC Porto, Pinto da Costa, e o presidente da empresa Unicer, António Pires de Lima, que não revelaram os montantes envolvidos na renovação desta pareceria.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.