A Polícia Judiciária já se encontra na posse dos documentos relativos a relatórios dos jogos e da avaliação de árbitros para investigar o caso denunciado pelo FC Porto, na voz do seu diretor de comunicação Francisco J. Marques sobre a alegada troca de e-mails entre dirigentes do Benfica e de agentes do futebol português.

A notícia é avançada pela RTP, que adianta ainda que a PJ está a fazer diligências "urgentes" e a analisar toda a documentação já recolhida. Nesse sentido, serão puvidos os envolvidos na troca de e-mails, nomeadamente, Pedro Guerra, atual diretor de conteúdos da BTV, Nuno Cabral, ex-delegado da Liga de Clubes e Adão Mendes, ex-árbitro de futebol.

A restante documentação, de resto, será entregue pelo presidente da Federação Portuguesa de Futebol ou pelo Diretor Geral da FPF quando regressarem da Rússia, onde estão com a Seleção Nacional na Taça das Confederações.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.