O grupo de trabalho do Rio Ave, da I Liga portuguesa de futebol, foi hoje submetido a um terceiro teste de despiste à covid-19, que caso revele resultados negativos permitirá ao plantel retomar os treinos coletivos.

Os exames foram realizados esta manhã a jogadores, equipa técnica e a elementos da estrutura do emblema vila-condense, e os resultados, ao que apurou a agência Lusa, devem ser conhecidos até ao final desta semana.

"Após um terceiro teste negativo, o grupo poderá voltar a treinar dentro da nova ‘normalidade', embora tal não signifique o levantar de medidas essenciais de prevenção, pois continuarão a verificar-se cuidados diários monitorizados pelo departamento médico rioavista", pode ler-se numa nota publicada no site do Rio Ave.

O grupo regressou aos trabalhos a 4 de maio, sem acesso a espaços fechados, respeitando distâncias de segurança, e com utilização de material exclusivo e higienizado, tendo, desde então, realizado dois testes à covid-19, cujos resultados deram negativos.

Entretanto, o clube anunciou hoje uma oferta de 2500 máscaras e 2500 pares de luvas destinada aos bombeiros de Vila do Conde e a instituições de solidariedade social do concelho.

"Identificámos a necessidade e a falta que tanto faz este material de proteção a todos os que estão na linha da frente do combate à covid-19. Por pouco que possamos dar, será sempre um apoio essencial aos verdadeiros heróis nesta guerra. É um contributo de esperança, motivado pela nossa vontade de ajudar", disse o presidente do Rio Ave, António Silva Campos, num comunicado do clube.

O Rio Ave ocupa o quinto lugar do campeonato, com 38 pontos, e na jornada que marcará a retoma da competição irá defrontar o Paços de Ferreira, na condição de visitado.

Os campeonatos de futebol de França, Países Baixos, Bélgica e Escócia foram cancelados, enquanto outros países preparam o regresso à competição, com fortes restrições, como sucede em Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal, que tem o reinício da I Liga previsto para 04 de junho, depois de a Liga alemã ter sido retomada no sábado.

Faltam disputar 90 jogos do principal escalão do futebol nacional, o único que não foi cancelado devido ao novo coronavírus, assim como a final da Taça de Portugal, que vai opor Benfica e FC Porto.

Após 24 jornadas, os ‘dragões' lideram a competição, com 60 pontos, mais um do que o campeão Benfica.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.