Estes números, a que a agência Lusa teve acesso, foram publicados no "Estudo demográfico dos futebolistas na Europa", elaborado pelo Observatório dos Jogadores Profissionais de Futebol (OJPF).

Com um registo de 11,79 por cento de jogadores internacionais no último ano e meio, o campeonato português ocupa a 19.ª posição neste "ranking", que é liderado pela liga inglesa, que tem metade dos jogadores "activos" nas selecções.

Apenas a liga alemã "ameaça" esta supremacia britânica, conseguindo a segunda posição, com 41,63 por cento de jogadores nas equipas nacionais, enquanto Itália e França (29,17) e Espanha (23,40) impõem o valor das competições, monopolizando as cinco primeiras posições neste "ranking".

A média europeia é de 15,98 jogadores chamados recentemente às selecções nacionais, no entanto, apenas 13 dos 36 países ultrapassam este registo, de acordo com a investigação levada a cabo pelo OJPF.

A parte inferior da tabela é ocupada pelas ligas da República da Irlanda (0,96 por cento), Eslovénia (1,67), Finlândia (2,98), Hungria (3,03) e Croácia (3,75), mas outros 16 campeonatos contam com menos de 10 por cento de jogadores com internacionalizações, desde Junho de 2008.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.