A Praça da República, em Coimbra, encheu-se de adeptos vestidos de vermelho que, ao som de buzinas, festejaram um tricampeonato que teve um sabor especial por culpa de Jorge Jesus e das suas "bocas".

Assim que o jogo terminou, começaram a ecoar algumas buzinadelas pela cidade de Coimbra, que cedo se transformaram num som constante, à medida que a Praça da República se foi enchendo de adeptos com apitos, bandeiras, cachecóis e t-shirts, entupindo a Avenida Sá da Bandeira com os festejos.

"Tem um sabor especialíssimo", disse à agência Lusa António Cardoso, de 70 anos, que sempre que o Benfica vence o campeonato dá um salto até à Praça da República, em Coimbra, para festejar a vitória.

Este ano, "são os melhores festejos de sempre", sublinha, afirmando que Jorge Jesus "está a receber aquilo que fez ao Benfica. Está a pagar pelas bocas que mandou".

Apesar de no início da temporada alguns adeptos terem "pensado o pior", António Cardoso salienta que gostou desde o início de Rui Vitória. "Agora é o tetra".

Já o jovem adepto Ivo Pereira não acreditava em Rui Vitória, mas deixou-se render ao estilo do treinador do Benfica.

"Pelo Bruno de Carvalho, pelo Jorge Jesus, este tem um sabor especial", salienta.

César Fernandes também "não estava com grande esperanças", mas hoje realça que Rui Vitória já ganhou "um lugar no coração dos benfiquistas".

"Fez um trabalho fantástico", comenta o adepto, que foi até à praça de Coimbra festejar com a mulher e a filha, de 4 anos, "que desde que nasceu não sabe o que são derrotas do Benfica".

Ainda nem uma hora tinha passado desde o apito final no Estádio da Luz, e já José António, de 48 anos, tinha a voz enrouquecida.

O adepto benfiquista fez várias voltas em torno da praça, em Coimbra, gritando "Benfica", em cima da sua Zundap, que tem desde os 17 anos e que trouxe para o centro da cidade decorada a rigor, apontando para a matrícula onde se vê o número "35".

"Vim aqui para festejar com ela o campeonato", contou.

Apesar da imensidão de cachecóis e 't-shirts' encarnadas, também se vislumbraram algumas camisolas de sportinguistas.

João e Fábio, de 25 e de 23 anos respetivamente, acompanharam os festejos apesar de o seu clube ter perdido o campeonato.

"Jogámos tão bem como o Benfica. Perdemos, mas estamos orgulhosos", comentou João.

Os dois adeptos realçaram ainda o "desportivismo" dos adeptos benfiquistas na Praça da República. "É de louvar. Até agora não houve nenhum problema e os benfiquistas cumprimentam-nos. Há respeito".

Um adepto do Benfica intromete-se na conversa e diz que "para o ano é do Benfica".

"Vamos ver", responde Fábio. "Só peço que o Sporting lute até à última e que o campeonato seja renhido como foi este ano", afirma, recordando que "o verde é a cor da esperança".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.