No regresso a Braga, depois de ter passado pela capital minhota  de 2003 a 2006, Jesualdo Ferreira admitiu que não esperava o convite do SC Braga, mas revelou que está bastante entusiasmado por regressar à cidade dos arcebispos.

«Estou entusiasmado, bastante. Não aceitava o convite se não tivesse entusiasmado. Quando saí do Sporting, não me passava pela cabeça continuar a treinar em Portugal. O convite apanhou-me de surpresa. Não era essa a minha perspetiva para um futuro próximo. Mas, o presidente fez muita questão e isso alterou a minha forma de pensar, o prazer de voltar a um clube, a uma cidade, e a uma estrutura que me acolheu tão bem. Estou com muito prazer no SC Braga, espero que os sócios continuem iguais, tal como foram na minha primeira passagem pelo clube».

Na pré-época 2013/2014, Jesualdo Ferreira já conquistou o troféu do Torneio do Guadiana, mas o "professor" que estabilidade ao longo da temporada.

«A equipa irá manter-se sensata, a cada jogo com os mesmos princípios. Os mesmos ideais que trouxeram o clube até aqui têm de se manter, o que não significa que os resultados se mantenham. O que o Braga tem de fazer é continuar a ser o Braga que foi até agora».

Jesualdo Ferreira tem “novo” contrato de três anos com os bracarenses e «afeto e gratidão» são as palavras de ordem para o “professor” em relação ao clube minhoto.

«Vim para Braga por uma questão de afeto e gratidão, não esqueço que na altura, precisei do Braga para continuar a minha carreira. O sentimento de gratidão é um dos mais nobres num ser humano»

O treinador de 67 anos, que passou pela cidade Invicta de 2006 até 2010, acredita que o FC Porto «vai continuar a evoluir».

«O FC Porto vai continuar a evoluir, não tenho dúvidas. Ainda não tem uma equipa base».

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.