O presidente do Sporting, Godinho Lopes, aconselhou hoje o antigo candidato à liderança dos “leões” Pedro Baltazar a deixar de pensar no passado e «olhar em frente».

«Estamos a falar de um clube grandioso, com muita gente e muitos sócios, e a minha «preocupação é olhar por esse clube e criar condições para o dia de amanhã. Não estamos a falar de adversários, nem de partidos políticos. Estamos a falar de um clube e para mim tudo terminou já há muitos meses. A minha preocupação, agora, é olhar para o futuro, olhar em frente. Se alguns candidatos e ex-candidatos se preocupam em olhar para o passado, o melhor é darem a volta e olharem para a frente, referiu Godinho Lopes, instado a responder às questões colocadas por Pedro Baltazar.

Após a divulgação das conclusões da auditoria às contas do Grupo Sporting, o ex-candidato à presidência do Sporting manifestou a intenção de saber os valores dos juros dos financiamentos pedidos ao BES e BCP, assim como a identificação das empresas e empresários envolvidos nas transferências dos últimos 13 anos, entre as quais a de João Moutinho.

À margem do 20.º aniversário do Núcleo Sportinguista de Rio Maior, o presidente do Sporting rejeitou ainda que a sua direção tenha ficado fragilizada com a saída de Carlos Barbosa, considerando que é «um assunto encerrado».

«O Carlos Barbosa prestou um serviço ao clube, reorganizou a área comercial como tinha sido proposto, depois disso, quando os resultados começaram a aparecer, verificou que, por falta de tempo, devia voltar a tratar do que sempre tratou, como presidente do Automóvel Clube de Portugal, portanto não fez mais do que tínhamos combinados», reiterou Godinho Lopes, acrescentando estar preocupado com o “dia de amanhã”, sem querer «perder tempo» com especulações.

Questionado sobre o momento atual da equipa de futebol, o presidente leonino admitiu que os regressos de Rinaudo, Izmailov e Wolfswinkel vão ajudar a «equilibrar» uma equipa «homogénea», na receção ao Gil Vicente, no sábado, em jogo da terceira jornada da Taça da Liga.

«O Sporting vai preocupar-se com o jogo de amanhã [sábado]. Depois de ganharmos o jogo de amanhã vamos preocupar-nos com o de quarta-feira [Nacional, da segunda mão da meia-final da Taça de Portugal]», referiu o dirigente, salientando a necessidade de o clube «vitória, após vitória, voltar ao lugar em que deve estar».

Godinho Lopes reconheceu que a vitória frente ao Beira-Mar, da 17.ª jornada da Liga, foi um «bálsamo de força», elogiou o “ambiente importante” durante o encontro e revelou que o Sporting está a «tentar que os próximos jogos, em casa, frente ao Paços de Ferreira e Rio Ave, se realizem à tarde».

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.