O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, vai homenagear as equipas campeãs europeias de futebol de 1961 e 1962 no parlamento a 15 de novembro, em cerimónia organizada pela Associação de Benfiquistas no Parlamento (ABP), seguida de jantar solidário.

Segundo a ABP, além de Vieira e outros dirigentes, o evento terá a presença das "glórias" António Simões - que tem protagonizado polémica com a direção benfiquista por alegado afastamento da BTV - José Augusto, Mário João, Ângelo Martins, Fernando Cruz e Artur Santos, participantes nas conquistas de Berna (FC Barcelona, 3-2) e de Amesterdão (Real Madrid, 5-3), no auditório António Almeida Santos (19:00) e posterior refeição no edifício novo da Assembleia da República (20:00).

"Na ocasião será ainda prestado público reconhecimento a todos os atletas - alguns presentes, como Adolfo, Zé Henrique - que participaram nas quatro finais seguintes, não as tendo conseguido vencer. Também eles contribuíram para o engrandecimento da história do Benfica e são, por isso, credores do reconhecimento dos benfiquistas. Contamos ainda com outras figuras importantes do presente e do passado, bem como entidades oficiais ligadas ao futebol", disse à Lusa o presidente da ABP, António Lourenço, estimando a presença de entre 150 a 200 pessoas.

A ABP, fundada em junho de 2016 para congregar deputados, antigos parlamentares e funcionários e assessores do Palácio de São Bento, conta com personalidades de PSD, PS, CDS-PP e PCP como Telmo Correia, Maria Antónia Almeida Santos, Rui Gomes da Silva, José Ribeiro e Castro, Fernando Seara, Alberto Arons de Carvalho, Honório Novo, João Rebelo, Hortense Martins, Rita Rato e José Luís Ferreira ou os antigos futebolistas Rui Costa e Toni, por exemplo, entre outros.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.