O provedor do adepto da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Jorge Silvério, formulou hoje votos para que todos os clubes nacionais venham a ter um responsável pelos seus adeptos.

Em declarações á Agência Lusa, no último dia do Congresso Europeu de Adeptos, em Barcelona, Jorge Silvério adiantou que a Liga portuguesa está a colaborar com a UEFA e com a Liga alemã para a implementação deste objectivo.

“Nós temos um ‘workshop’ sobre um projecto em que a liga portuguesa está a colabora ao nível da UEFA também com a liga alemã, que é a questão de cada clube passar a ter alguém que é responsável pelos seus adeptos”, explicou à Lusa Jorge Silvério.

O provedor do adepto será um dos requisitos que a UEFA vai implementar no próximo tema de licenciamento de clubes.

Em Portugal, a figura de provedor do adepto foi criada pela LPFP o ano passado para “dar resposta e valorizar um componente do fenómeno desportivo que até agora era desvalorizado que são os adeptos”.

O Congresso abriu sexta-feira no estádio do FC Barcelona, Camp Nou, e terminou este domingo, no estádio do RCD Espanhol.
Tornar a voz do adepto de futebol mais activa é a finalidade do movimento europeu de adeptos.

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) e a Associação de Adeptos Sportinguistas (AAS) representaram Portugal no Congresso organizado pela associação europeia, Football Suporters Europe (FSE).

O evento contou com a participação de mais de 270 membros, que representaram mais de dois milhões de adeptos de 35 países da Europa.

Sob o mote “Dinheiro não compra paixão!”, o Congresso teve seis “workshops” sobre temas como o Europeu2012, o estado económico dos clubes de futebol, cultura “ultra” e exemplos de provedores para os adeptos nos clubes, como modelo para a Europa.

A AAS participou em todos os congressos realizados pela FSE: “Nós estamos envolvidos desde o início, quando foi entendida criar uma rede de associação de adeptos e federação de adeptos europeia”, sublinhou, em declarações à Lusa, Pedro Faleiro, presidente da AAS.

A FSE é uma rede europeia de aficionados de futebol que se constituiu formalmente no ano passado em Hamburgo, Alemanha, no segundo Congresso de Adeptos de Futebol.

É uma entidade independente que conta com o apoio da UEFA. “Tudo isto está a crescer, os adeptos estão a verificar a importância de estarem organizados pela positiva”, referiu o presidente da AAS.

Em Portugal, a AAS é a única associação de adeptos de futebol existente, contando com 250 membros, e pretende ser “um canal activo e ter um ponto de contacto com o clube”.

“Infelizmente, ainda não existe esta cultura em Portugal”, disse à Lusa Pedro Faleiro, explicando que em Inglaterra e Alemanha a cultura de associativismo entre adeptos “já está difundida”, e em Itália está a começar.

“Portugal sempre seguiu muito o modelo italiano dos adeptos, a cultura ultra, e creio que temos que dar outro passo”, rematou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.