Emídio Rafael já tinha sido operado na época passada, após a grave lesão no último encontro da Taça da Liga com o Gil Vicente, que ditou o afastamento dos Dragões da prova.

Numa altura em que estava a recuperar, até já treinava de forma integrada, o jogador sofreu uma recaída.

«É uma situação difícil, custa-lhe bastante pois estava apto para jogar. O tempo de paragem irá determinar, muito provavelmente, o resto da época sem poder competir. O jogador está em baixo mas com vontade de trabalhar, quer recuperar o melhor possível para estar apto a competir e a integrar os trabalhos desde início, na próxima época», diz o representante de Rafa, Ulisses Santos, em declarações à Rádio Renascença.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.