Ramires deixou neste defeso o Benfica para rumar ao Chelsea. A dar os primeiros passos em Inglaterra, o médio brasileiro diz que a grande diferença entre os dois emblemas reside na visibilidade.

“A pressão por resultados no Cruzeiro e no Benfica também era grande. A diferença é que, no Chelsea, a visibilidade é muito maior. Ficamos mais expostos se tivermos uma má actuação, assim como somos super valorizados quando jogamos bem”, explicou Ramires, em entrevista ao site da FIFA.

O médio faz ainda um balanço positivo dos primeiros meses em Londres:

“O futebol inglês é muito físico e rápido, não há muito tempo para ficar com a bola no pé. Tem que definir-se logo a jogada. Além de procurar as jogadas quando tenho a bola, sempre marquei forte. Por isso, não tenho encontrado muitas dificuldades”, acrescentando que “gora só preciso dar sequência ao trabalho para conquistar o meu espaço e ajudar a equipa a manter-se vitoriosa como nos últimos anos”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.