O treinador dos algarvios, Carlos Azenha, considerou que a sua equipa, que no domingo pode cair para o último lugar, foi mais ofensiva e que a derrota se deve a um «pequeno deslize».

«O golo deveu-se a um pequeno deslize, quando um jogador nosso estava fora de campo. A primeira parte foi nossa, com mais oportunidades de golo. A segunda parte foi fantástica, jogámos, estivemos a maior parte do tempo no campo adversário. O resultado certo seria o empate», salientou.

Quanto ao futuro, Carlos Azenha não desiste, assegurando que a sua equipa vai lutar até ao fim, batendo-se lado a lado na luta pela manutenção com o Vitória de Setúbal, actual antepenúltimo classificado com mais cinco pontos e menos um jogo disputado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.