O FC Porto teceu críticas a arbitragem de João Pinheiro no clássico da 10.ª jornada da I Liga. Os campeões nacionais jogaram com menos um desde os 27 minutos após a expulsão de Eustáquio mas defendem que também Alexander Bah deveria ter sido expulso nos Encarnados.

"O resultado foi influenciado por erros do árbitro. Se nada há a apontar à expulsão de Eustáquio por acumulação de amarelos, a verdade é que o critério não se manteve quando estiveram em causa faltas de jogadores do Benfica que já estavam amarelados. Foi evidente, por exemplo, o caso de Bah, que deveria ter sido expulso pouco depois do médio canadiano, com o jogo empatado. Durante quase três quartos do encontro, os lisboetas beneficiaram de uma vantagem numérica que só deveria ter existido em breves minutos", pode-se ler este sábado na newsletter 'Dragões Diário'.

O Benfica aumentou para seis pontos a vantagem sobre o FC Porto no topo da I Liga portuguesa de futebol, ao vencer em casa dos 'dragões', por 1-0, em jogo da 10.ª jornada disputado na noite de de sexta-feira.

Num encontro em que jogou em superioridade numérica desde os 27 minutos, depois da expulsão de Eustáquio, o Benfica marcou o único golo da partida aos 72 minutos, por Rafa.

Com este triunfo, os 'encarnados', que, em 19 jogos esta temporada, ainda não perdeu, passam a somar 28 pontos, mais seis do que o FC Porto, que interrompeu uma série de cinco triunfos seguidos em todas as competições.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.