Rivaldinho foi apresentado no XV de Piracicaba, o seu novo clube, e na conferência de imprensa falou sobre o tempo que passou no Boavista, revelando porque deixou o clube do Bessa e criticando as opções de Erwin Sanchez.

"O que principalmente me deixou triste foi: no meu jogo de estreia perdemos por 3-0, mas entrei bem. Fui um dos destaques nos jornais e criou-se a expectativa de que seria titular. Não fui, respeitei. O clube tinha afastado um jogador (Uchebo) e, após três meses, ficou no banco ao meu lado. Ele, sem treinar, entrou e eu não. Foi uma falta de respeito para comigo e com os colegas. Liguei para o meu pai (Rivaldo) e disse que não queria mais ficar por lá. Ele deu-me razão e apoiou", relatou Rivaldinho, citado pela Globo.

O jogador de 20 anos lamentou ainda a atitude de alguns colegas de equipa no clube portuense: "Muitas coisas fora de campo estavam a deixar-me triste, como jogadores que não se importavam com o clube. Isso não faz parte do meu caráter".

Rivaldinho jogou apenas em quatro ocasiões pelo Boavista e não apontou qualquer golo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.