O Sporting tem marcada para a manhã deste sábado, a partir das 10h30, no Pavilhão João Rocha, nova Assembleia Geral, requerida pelo presidente do clube, Frederico Varandas, depois do chumbo das contas verificado na última reunião magna dos 'leões'.

Há, porém, quem não esteja satisfeito com a ordem de trabalhos da referida Assembleia Geral, com o jornal 'A Bola' a avançar esta quinta-feira que o presidente da mesa da Assembleia Geral do Sporting, Rogério Alves, está a ser alvo de forte contestação por parte de um grupo de sócios, indignado com o facto de da ordem de trabalhos não constar uma proposta por eles elaborada, referente a uma alteração ao Artigo 49.º dos estatutos do clube de Alvalade, o qual diz respeito ao processo eleitoral.

De acordo com aquela publicação, o requerimento para que essa proposta fosse discutida e votada foi entregue já a 10 de dezembro de 2020, solicitando uma Assembleia Geral extraordinária até junho de 2021. A data já passou e, agora, na reunião magna de 23 de outubro a proposta continua a não constar da ordem de trabalhos. A Assembleia Geral deste fim-de-semana servirá para votar os relatórios e contas de 2019/2020 e 2020/2021, reprovados a 30 de setembro de 2021, tendo o de 2019/2020 sido já alvo de dois chumbos, depois de ter também recebido parecer negativo por parte dos associados leoninos a 16 de setembro de 2020.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.