O treinador do Sporting mostrou-se hoje convicto de que os ‘leões’ vão ganhar todos os jogos até ao final da época, mas recusou avaliar se isso permitirá chegar ao título de campeão da I Liga de futebol.

“Nós vamos ganhar os nossos jogos. Tenho essa convicção de que nós vamos conseguir ganhar os nossos jogos todos. Depois, o que tiver de acontecer, acontecerá. Não acredito em mais nada do que ganhar os nossos jogos e, no fim, vamos fazer as contas”, atirou Rúben Amorim, em conferência de imprensa, em Alcochete.

O técnico fazia a antevisão do encontro de domingo, frente ao Paços de Ferreira, e lembrou que o Sporting não perdeu “assim tantos pontos” mas também que “o FC Porto tem perdido ainda menos”.

Por isso, alertou que “qualquer jogo pode fazer a diferença na contagem dos títulos e de objetivos”, incluindo o do apuramento para a Liga dos Campeões, que não dá por garantido em caso de vitória frente aos ‘castores’, apesar de, nesse caso, aumentar para nove pontos a vantagem sobre o Benfica, que na sexta-feira perdeu por 3-2 em Braga, na abertura da jornada.

“Nós não damos nada como garantido porque, como disse antes, pode-se perder pontos em qualquer momento. É olhar para isso, temos de vencer os jogos todos se quisermos ganhar ainda o título e para garantir o segundo lugar. Quando isso estiver matematicamente garantido, aí podemos relaxar, nesse sentido, e pensar apenas e só no primeiro lugar”, apontou.

Após a interrupção do campeonato para os encontros das seleções, Amorim frisou que a equipa preparou a receção ao Paços de Ferreira “da melhor maneira” e que os ‘leões’ estão “claramente preparados para vencer” frente a um adversário que “fez 22 ou 23 pontos desde que o César [Peixoto] entrou” para o comando técnico.

Amorim assegurou que não vai “poupar ninguém”, apesar de ter vários jogadores em risco de suspensão, se completarem uma série de cartões amarelos, nem mesmo Slimani, que “está bem fisicamente”, apesar de ter feito, pela seleção da Argélia, um jogo com prolongamento que pode ter deixado marcas “mentalmente”, face à eliminação dos argelinos no apuramento para o Mundial2022.

“O que senti é que ele ainda está um pouco desiludido e o que nós temos de fazer é aumentar-lhe os índices de alegria, de motivação, para que possa manter o rendimento que tem mantido até aqui. Mas está apto para ir a jogo e vamos ver se começa de início ou no banco”, assumiu o técnico dos ‘verdes e brancos’.

O Sporting recebe o Paços de Ferreira no domingo, em partida da 28.ª jornada da I Liga, com início marcado para as 20:30 no Estádio José Alvalade e arbitragem de Vítor Ferreira, da Associação de Futebol de Braga.

A equipa de Rúben Amorim, segunda classificada, pode aumentar para nove pontos a vantagem sobre o terceio, o Benfica, que perdeu na visita ao Sporting de Braga (3-2), na abertura da jornada, e procura reduzir a distância para o líder, o FC Porto, que é atualmente de seis pontos.

*artigo atualizado às 14h40 com mais informações

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.